Reginaldo Prandi



Descargar 0.6 Mb.
Página6/6
Fecha de conversión04.07.2017
Tamaño0.6 Mb.
1   2   3   4   5   6

Quadro 5. Iniciados Não-Dançantes e seus Voduns



Iniciado

Ano inici-ação

Cargo sacerdotal (*)

Vodum principal

Vodum adjuntó

  1. Pedro

1986

Huntó de Sogbô

Badé

Abê

  1. Kelvany

1986

Huntó e axogum da Encantaria

Lepon

Naveorualim

  1. Dinho

1987

Alabê de Sogbô

Lissá

Abê

  1. Édison

1988

Huntó de Xapanã

Lepon

Sepazim

  1. Henrique

1991

Huntó de Eowá

Alogué

Naveorualim

  1. Sônia

1991

Vodunsi Poncilê de Eowá

Sogbô

Doçu

  1. Zezinho

1991

Alabê

Ogum

Navezuarina

  1. Toninho

1991

Alabê

Badé

Sobô

  1. Márcio

1991

Alabê (falecido)

Averequete

Sobô

  1. José Augusto

1991

Agaipi

Ogum

Oiá

  1. Paulo

1992

Huntó de Naveorualim

Averequete

Navezuarina

  1. Regina Célia

1992

Equede de Xapanã (afastada)

Sogbô

Agüê

  1. Paulo

1993

Alabê de Sogbô

Lissá

Navezuarina

  1. Carlos José

1994

Alabê de Thoya Jarina

Boço Vondereji

Navezuarina

  1. Aratan

1995

Agbagigã

Dangbê

Naveorualim

  1. Alexsandro

2000

Huntó de Boço Jara

Abê

Naveorualim

  1. Jorge Augusto

2000

Agbajigan

Ogum

Abê

  1. Karla Cristina

2000

Vodunsi Poncilê de Agüê

Agüê

Naveorualim

  1. Edimar

2000

Alabê de Agüê

Vondereji

Naveorualim

  1. Cleide

2000

Ekédi de Sogbô

Oxum

Ogum

  1. Fábio Adalberto

2001

Alabê de Abê

Poliboji

Naveorualim

  1. Gildo

2001

Axogum

Ogum

Abê Kecê

  1. Victor Eduardo

2002

Alabê, Axogum de Sogbô e Olubatá

Dadá-hô

Sogbô

  1. Leonardo Jr

2003

Agbajigan

Ogum

Abê

  1. Fábio José

2003

Huntó de Naveorualim

Agüê

Sogbô

  1. Luciano

2003

Huntó de Xadantã

Xadantã

Naveorualim

  1. Jorge Adalberto

2004

Babá Egbé Ilê Olodé

Ogum

Naveorualim

  1. Cristiane

2004

Vodunsi Poncilê de Xapanã

Dadá-hô

Naê

  1. Kátia Maria

2004

Vodunsi Poncilê de Xapanã

Azile

Naveorualim

(*) Cargos: agaipi, sacrificador (jeje); alabê, tocador de tambor (jeje); axogum, sacrificador (nagô); equede (nagô) ou vodunci-poncilê (jeje), mulher que zela pelas entidades em transe; huntó, tocador-chefe (jeje); agbagigã, encarregado dos assentamentos (jeje).



Referências Bibliográficas
Bastide, Roger. As religiões africanas no Brasil, São Paulo, Pioneira, 1971.

Eduardo, Octavio da Costa, The Negro in Northern Brazil. Seatle, University of Washington Press, 1948.

Ferretti, Mundicarmo Maria Rocha. Desceu na guma: o caboclo no tambor-de-mina no processo de mudança de um terreiro de São Luís - a Casa de Fanti-Ashanti. São Luís, Sioge, 1993.

____. Terra de caboclo. São Luís, Secretaria de Cultura do Maranhão, 1994.



____. Mina, uma religião de origem africana. São Luís, Sioge, 1985.

Ferretti, Sérgio Figueiredo. “Voduns da Casa das Minas”, in: Moura, Carlos Eugênio Marcondes de (org.), Meu sinal está no teu corpo. São Paulo, Edicon; Edusp, 1989.

____, Repensando o sincretismo: estudo sobre a Casa das Minas. São Paulo e São Luís, Edusp & Fapema, 1995.

____. Querebentã de Zomadônu: etnografia da Casa das Minas do Maranhão, 2ª edição (1ª edição: 1985). São Luís, Editora da Universidade Federal do Maranhão, 1996.

Pereira, Manuel Nunes. A Casa das Minas: culto dos voduns jeje no Maranhão, 2ª edição (1ª edição: 1947). Petrópolis, Vozes, 1979.

Pierucci, Antônio Flávio e Reginaldo Prandi. A realidade social das religiões no Brasil. São Paulo, Hucitec, 1996.

Prandi, Reginaldo. Os candomblés de São Paulo: a velha magia na metrópole nova. São Paulo, Hucitec e Edusp, 1991.

____. Herdeiras do axé: sociologia das religiões afro-brasileiras, São Paulo, Hucitec, 1996.



Santos, Maria do Rosário Carvalho e Manoel dos Santos Neto. Boboromina: terreiros de São Luís, uma interpretação sócio-cultural, São Luís, Sioge, 1989.

Nota:
Versão atualizada em janeiro de 2005 do artigo publicado em Afro-Ásia, 19/20, pp. 109-133, 1997.


1   2   3   4   5   6


La base de datos está protegida por derechos de autor ©bazica.org 2016
enviar mensaje

    Página principal