Tempo do advento



Descargar 343.75 Kb.
Página2/5
Fecha de conversión04.05.2017
Tamaño343.75 Kb.
1   2   3   4   5

Salmo 19: Tu és a luz e a estrela da manhã, ó Cristo, Senhor nosso.
Narram os céus a glória de Deus,

e o firmamento anuncia a obra de suas mãos.

O dia ao outro transmite essa mensagem,

e a noite a faz conhecer à outra noite.


Não é uma língua nem são palavras,

cujo sentido não se perceba,

porque por toda a terra se espalha o seu ruído,

e até os confins do mundo a sua voz;

aí armou Deus para o sol uma tenda.

E este, qual esposo que sai do seu tálamo,

exulta, como um gigante, a percorrer seu caminho.
Sai de um extremo do céu,

e no outro termina o seu curso;

nada se furta ao seu calor.

Intenção: Pedimos por todas as crianças que não têm o necessário para melhorar em suas necessidades especiais.

Oração de Elfreda: Pai Celestial, ajuda-me a ouvir bem com os meus ouvidos para que eu possa distinguir claramente as palavras ditas pelas pessoas. Peço-te, ajuda as outras crianças que são como eu. Amém.

5 de dezembro

Quarta-feira da I semana do Advento

Dia internacional dos voluntários

Leituras do dia:

Is 25, 6-9 - O Senhor convida ao banquete e enxugará as lágrimas de todos.

Mt 15, 29-37 – O Senhor cura a muitos e multiplica os pães.






Fidel Motou, 16 anos Bougainville

Meu nome é Fidelis Motou e tenho 16 anos. Estou na 8ª série na Escola Primária São José - Bairima. Em 2000, quando eu tinha uns 5 anos de idade, acidentalmente, eu caí de um cacaueiro, na colheita de cacau com minha família durante a época da colheita. Meus pais me levaram rapidamente até Loloho, uma base militar especial de um Grupo de monitoramento da Paz, na Austrália e Nova Zelândia. Eles atenderam rapidamente, colocando-me em um helicóptero para ser levado ao Hospital de Buka (a 180 km de casa). Quando acordei, percebi que minha mão direita e meu pé não tinham movimentos. Silenciosamente, as lágrimas rolaram. Eu tive sorte porque meus pais estavam lá para me dar atenção e carinho. Como eu cresci, percebi que, de alguma forma, eu teria que fazer a perna e o braço esquerdos se tornarem meus ajudantes.

Lutei sozinho para encontrar formas de exercitar a perna e o braço esquerdos. Para o meu braço, eu usava um galho de árvore como extensão de minhas mãos para mover as coisas. Para a minha perna esquerda eu jogava futebol, meu esporte favorito, para ganhar coordenação. O que eu mais gosto na escola, pois eu tenho lutado muito, é escrever. Eu tento melhorar a minha escrita exercitando a minha mão para que meu trabalho fique melhor para ser lido. Às vezes, eu desejo que outras pessoas me ajudem a aprender maneiras de eu vencer a minha dificuldade, porque eu ainda sou um menino lutando com duas deficiências em meu corpo.
Convenção sobre os direitos da criança: Num espírito de cooperação internacional, os Estados membros promovem a troca de informações pertinentes, no domínio dos cuidados preventivos de saúde, do tratamento médico, psicológico e funcional das crianças deficientes, incluindo a difusão de informações relativas aos métodos de reabilitação e aos serviços de formação profissional; assim também o acesso a esses dados, com vistas a permitir que os Estados membros melhorem as suas capacidades e qualificações e alarguem sua experiência nesses domínios. A esse respeito atender-se-á, de forma particular, as necessidades dos países em desenvolvimento. (CDN, Artigo 23.4)

Do salmo 98: Os confins da terra contemplaram a salvação de nosso Deus.
Cantai ao Senhor um cântico novo,

porque ele operou maravilhas.

Sua mão e seu santo braço

lhe deram a vitória.


O Senhor fez conhecer a sua salvação.

Manifestou sua justiça à face dos povos.

Lembrou-se de sua bondade e de sua fidelidade,

em favor da casa de Israel.

Os confins da terra puderam ver

a salvação de nosso Deus.


Aclamai o Senhor, povos todos da terra;

regozijai-vos, alegrai-vos e cantai.

Salmodiai ao Senhor com a cítara,

ao som do saltério e com a lira.

Com a tuba e a trombeta

elevai aclamações na presença do Senhor rei.



Intenção: Pedimos por todas as pessoas que ajudam, voluntária e desinteressadamente, as pessoas portadoras de necessidades especiais.

Oração de Fidel Motou: Ó Deus, meu Pai, peço-lhe de ajudar aqueles que são cegos e aleijados. Ajude-os a serem fortes e com a mente clara para que sejam curados. Amém.

6 de dezembro

Quinta-feira da I semana do Advento

São Nicolau, bispo

Leituras do dia:

Is 26, 1-6 - Que entre um povo justo que observa a lealdade.

Mt 7,21. 24-27 - Aquele que cumpre a vontade do Pai entrará no Reino dos Céus.



description: dsc00299.jpgdescription: dsc00301.jpg


Ann Sock e Hieng Tom

Camboja




Hieng Tom, com quase 18 anos de idade e Sock Ann com 8 anos são irmãos. Ambos são vítimas de distrofia muscular também conhecida como DM. Hieng Tom, desde a idade de quatro anos vem progressivamente perdendo peso e músculos. Isso exige que ele seja amarrado à moldura da janela para que seu corpo fraco possa permanecer firme.

Sock Ann, até um ano atrás, era capaz de andar e correr, mas recentemente ficou paralisado e só pode ficar em pé, se conseguir segurar-se em algo. O seu corpo já mostra sinais de definhamento. Ambos, Hieng Tom e Sock Ann vivem numa pobre estrutura de madeira, localizada em Watt Pahir, um subúrbio em Pailin, Camboja, com sua mãe Hieng Pov, com quarenta anos de idade e sua irmã Pisey, com 15 anos.

Hieng Tom anseia ir para a escola, estudar e participar de todas as atividades como o seus colegas, mas ele não pode fazê-lo, devido ao seu profundo grau de deficiência.


A situação desses dois irmãos e de sua família não é conhecida por muitas pessoas, com o medo de serem rotulados, como tendo um “Carma" ruim e, consequentemente, serão vistos como ''uma família amaldiçoada''. A condição dos dois meninos obrigou sua mãe, que é a única fonte de renda da família, a abandonar seu trabalho com o “carro de vender frutas”, a fim de cuidar deles. Isso teve uma grave consequência sobre as finanças da família.
Convenção sobre os direitos da criança:

Os Estados membros reconhecem à criança o direito de gozar do melhor estado de saúde possível e a beneficiar-se dos serviços médicos e da reeducação. Os Estados membros velam para garantir que nenhuma criança seja privada do direito de aceder a tais serviços de saúde. (CDN, Artigo 24.1)



Salmo 1,1-6: A vida é como um espelho que reflete o que vemos.
Feliz o Homem

que não procede conforme o conselho dos ímpios,

não trilha o caminho dos pecadores,

nem se assenta entre os escarnecedores.

Feliz aquele que se compraz no serviço do Senhor

e medita sua lei dia e noite.


Ele é como a árvore

plantada na margem das águas correntes:

dá fruto na época própria,

sua folhagem não murchará jamais.

Tudo o que empreende, prospera.
Os ímpios não são assim!

Mas são como a palha que o vento leva.

Por isso não suportarão o juízo,

nem permanecerão os pecadores na assembléia dos justos.

Porque o Senhor vela pelo caminho dos justos,

ao passo que o dos ímpios leva à perdição.



Intenção: Peçamos pelas famílias que, por sua situação econômica, não conseguem satisfazer sua necessidade de assistência médica.

Oração de Hieng Tom: Ó meu Deus, eu te imploro que me faças forte e boa. Ajuda-me e a todos os membros da minha família. Abençoa a minha mãe que cuida de nós. Dá-lhe paz e boa saúde. Amém.

7 de dezembro

Sexta-feira da I semana do Advento

Santo Ambrósio, bispo e mártir

Leituras do dia:

Is 29, 17-24 - Naqueles dias, os olhos do cego verão.

Mt 9, 27-31 – Jesus cura dois cegos que creem nele.




Hugo Junior Jardín

13 anos, Brasil



Eu, Hugo, nunca me senti discriminado por essa deficiência; minha família se sente orgulhosa por sair comigo, shopping, supermercado, casa de família e outros lugares.

Nunca senti essa dor da discriminação. Nunca me afetou nada. Tinha vontade de participar de alguns esportes, mas eu sei meus limites. Meus pais me apoiam, meus amigos também.

Minha vida é normal apesar da deficiência, eu me sinto muito feliz.





Convenção sobre os direitos da criança:

Os Estados membros prosseguem na realização integral desse direito e, nomeadamente, tomam medidas adequadas para:



a) Fazer baixar a mortalidade entre as crianças de tenra idade e a mortalidade infantil;

b) Assegurar a assistência médica e os cuidados de saúde necessários a todas as crianças, enfatizando o desenvolvimento dos cuidados de saúde primários;

c) Combater a doença e a má nutrição, no quadro dos cuidados primários da saúde, graças nomeadamente à utilização de técnicas facilmente disponíveis e ao fornecimento de alimentos nutritivos e de água potável, tendo em consideração os perigos e riscos da poluição ambiental. (CDN, Artigo 24.2-a-b-c)



Salmo 8:   Quem observa que a vida está cheia de Deus, em cada pequena realidade encontra seus traços.
Ó Senhor, nosso Deus,

como é glorioso vosso nome em toda a terra!

Vossa majestade se estende, triunfante,

por cima de todos os céus.


Da boca das crianças e dos pequeninos sai um louvor

que confunde vossos adversários,

e reduz ao silêncio vossos inimigos.
Quando contemplo o firmamento, obra de vossos dedos,

a lua e as estrelas que lá fixastes:

Que é o homem, digo-me então, para pensardes nele?

Que são os filhos de Adão, para que vos ocupeis com eles?


Entretanto, vós o fizestes quase igual aos anjos,

de glória e honra o coroastes.

Destes-lhe poder sobre as obras de vossas mãos,

vós lhe submetestes todo o universo.


Rebanhos e gados, e até os animais bravios,

pássaros do céu e peixes do mar,

tudo o que se move nas águas do oceano.

Ó Senhor, nosso Deus,

como é glorioso vosso nome em toda a terra!

Intenção: Peçamos por todas as crianças e pelas pessoas idosas que aceitam, material e espiritualmente, seus limites.

Oração de Hugo Junior Jardín: Senhor, obrigado por minha família e pela vida. Peço ajuda a Nosso Senhor para achar minha cura. Obrigado, por ter conseguido aceitar algumas coisas que você já iluminou. Que esta vida continue melhor cada dia. Obrigado, Senhor.

8 de dezembro

Festividade da Imaculada Conceição

da SS. Virgem

Sábado da I semana do Advento

Comemoração marista: 1942 - Consagração do Instituto marista ao Coração Imaculado de Maria. 1950 - Primeira fundação marista na Indonésia.
Leituras do dia:

Gn 3, 9-15. 2 – Estabelecerei inimizade entre a tua raça e a da mulher.

Ef 1,3-6. 11-12- Escolheu-nos na pessoa de Cristo, antes de criar o mundo.

Lc 1,26-38 - Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo.





1.jpg
Iago Tavares Rodrigues

17 anos, Brasil




Nasci em Ceilândia, Cidade Administrativa de Brasília – DF/Brasil. Estudo no Centro de Ensino Especial 11; atualmente, estou cursando o 4º ano do ensino especial e minha professora chama-se Célia, e minha turma conta com 20 outros adolescentes. Eu tenho muito carinho por minha professora, e tenho algumas reclamações para fazer sobre a minha Escola: eu sinto falta de atividades físicas - esportivas e recreativas, que poderiam ser realizadas na quadra da escola; também acho que deveria ter mais atividades de informática, já que o colégio possui um laboratório de informática.

Eu moro com a minha família, com a minha mãe (Claudenília), meu irmão mais velho de 24 anos (Brainer) e minha irmã mais nova de 14 anos (Emily). Meu pai (Paulo) é separado de minha mãe e eu não tenho muita convivência com ele.

Eu ingressei juntamente com a minha irmã Emily no “Centro Marista Circuito Jovem da Ceilândia” – DF, no segundo semestre de 2010, no curso de informática básica, ficamos poucas semanas nesse curso, pois fomos transferidos para o projeto ‘Educar para a Vida’, que também funcionava no Centro Marista, e era coordenado pela professora Alessandra.

O período que eu passei no curso de informática básica foi muito importante pra mim, pois percebi que precisava aprender muitas coisas e que precisava me alfabetizar para poder fazer muitas coisas e usar melhor o computador. No projeto ‘Educar para a Vida’ eu consegui uma boa adaptação e principalmente um avanço frente às minhas dificuldades. A professora Alessandra conseguiu trabalhar muito bem os preconceitos dos meus colegas; eu me senti integrado, chegando a fazer parte das Oficinas de Capoeira realizadas pelo Centro Marista, mesmo com as minhas dificuldades motoras.

Estou muito feliz com a minha evolução nesses quase 2 anos em que eu estou nesse espaço de bastante aprendizado. No início eu não conhecia as letras, mas com o trabalho realizado pela professora Alessandra, eu já consigo formar palavras e frases, me adaptei muito bem à rotina do Centro Marista, que é o meu lugar predileto, onde gosto mais de ficar. Se me perguntarem se gosto mais da minha Escola ou do ‘Centro Marista Circuito Jovem’, eu respondo com certeza que gosto mais do Circuito Jovem, porque aqui as pessoas me tratam com respeito – de igual para igual, não sou diferente de ninguém. Na Escola ando sempre sozinho e os meus colegas me tratam por apelido e eu não gosto. Eu sei que aqui no Centro Marista posso crescer cada dia mais.



Convenção sobre os direitos da criança:

Os Estados membros tomam medidas adequadas para:

d) Assegurar às mães os cuidados de saúde, antes e depois do nascimento;

e) Assegurar que todos os grupos da população, nomeadamente os pais e as crianças, sejam informados, tenham acesso e sejam apoiados na utilização dos conhecimentos básicos sobre a saúde e a nutrição da criança, as vantagens do aleitamento materno, a higiene e a salubridade do ambiente, bem como sobre a prevenção de acidentes;



f) Desenvolver os cuidados preventivos de saúde, os conselhos aos pais e a educação sobre planejamento familiar e os serviços respectivos. (CDN, Artigo 24 d, e, f.)

Magníficat: Maria é a mais bela obra de Deus, a mais próxima e íntima. Maria é o cântico novo de Deus no mundo.
A minha alma engrandece o Senhor,

e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,

porque ele olhou para a humildade de sua serva.
Todas as gerações, de agora em diante,

me chamarão feliz,

porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas.

O seu nome é santo,

e sua misericórdia se estende de geração em geração

sobre aqueles que o temem.

Ele mostrou a força de seu braço:

dispersou os que têm planos orgulhosos no coração.


Derrubou os poderosos de seus tronos

e exaltou os humildes.

Encheu de bens os famintos,

e mandou embora os ricos de mãos vazias.


Acolheu Israel, seu servo,

lembrando-se de sua misericórdia,

conforme prometera a nossos pais,

em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre.




Intenção: Peçamos pelos centros sociais que acolhem meninos e meninas com necessidades especiais, trabalhando-as com eles.

Oração de Iago Tavares Rodrigues: Tu te interrogas: onde está a fonte de água viva? Ela está na misteriosa presença de um amor. O mais importante é descobrir que Deus te ama. Ali está a fonte.

Seu amor é presença e perdão. Ele te ama, mesmo se tu não lhe correspondes.

Chegará um dia em que lhe dirás: Eu te amo, talvez não como eu quisera, mas eu te amo.


A UNICEF condena o abandono de milhões de crianças africanas portadoras de necessidades especiais.

Nairóbi, 16 de junho - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) denunciou, hoje, o abandono que sofrem milhões de crianças africanas portadoras de necessidades especiais, e convidou as famílias e os governos a fazerem mais para terminar com a discriminação.

Numa comunicação, emitida em Adis Abeba, por ocasião do Dia da Criança Africana, celebrada hoje, a UNICEF afirma que 5 a 10% de todas as crianças do continente crescem com algum tipo de necessidade especial.

Essas dependências costumam ser causadas por várias enfermidades como poliomielite, sarampo, meningite e malária cerebral, além dos cuidados pré-natais e neonatais inadequados.


"As crianças africanas com necessidades especiais continuam sendo as mais excluídas, entre todos os grupos de crianças. Somente poucos vão à escola e não recebem a educação inclusiva de que necessitam” disse a chefe da Unidade de necessidades especiais da UNICEF, Rosângela Berman Bieler.

A UNICEF denuncia ainda que dos 55 países africanos, 25 ainda não ratificaram a Convenção dos Direitos das Pessoas com Incapacidades, a qual determina que as crianças com esse problema devem ser protegidas contra toda forma de discriminação, devem ter acesso à educação e aos serviços médicos.


Um estudo feito pela UNICEF, em 2011, em Madagascar, indica, por exemplo, que a escolarização das crianças com necessidades especiais é muito baixa ali; somente 11% dos menores impedidos frequentam as escolas primárias, número que se reduz ainda mais, entre as meninas.

Dos menores entrevistados, praticamente todos afirmaram ser ridicularizados por seus companheiros, o que aumenta o risco de abandonar os estudos.


O Fundo faz também menção especial às crianças albinas da Tanzânia, um dos países com maior taxa de albinismo no mundo; essas, além de excluídas da sociedade, são também agredidas.
O Dia da Criança Africana comemora a manifestação do dia 16 de junho de 1976, em Soweto (África do Sul), em que milhares de escolares negros se lançaram na rua para protestar contra a inferioridade da educação que recebiam, comparada àquela dos menores brancos. Isso provocou uma onda de protestos que custou a vida de centenas de pessoas.
9 de dezembro

II Domingo do Advento

Comemoração marista: 1879 – morre o Ir. Luís Maria, 2º Superior geral do Instituto.
Leituras do dia:

Bar 5,1-9: Deus mostrará a todo mundo os teus esplendores.

Fl 1, 4-6. 8-10: Que chegueis ao dia de Cristo, limpos e irrepreensíveis.

Lc 3,1-6: Todos verão a salvação de Deus.





jaime cruz - foto 2


Jaime Cruz Juscamaita

17 anos, Peru



Meu nome é Jaime Cruz Juscamaita; tenho 17 anos e nasci numa situação que me faz especial: tenho síndrome de down. Desde a terceira série do primário, eu estudo no Colégio Champagnat, agora eu estou na terceira série secundária.

Eu sou feliz. Obrigado, à minha família por me dar todo o apoio de que necessito; ao meu pai, porque me ajuda quando necessito; à minha mãe, porque é carinhosa e dedicada; à minha irmã mais velha, porque aprendo muito com ela. Obrigado, aos meus professores do Colégio Champagnat, pela sua compreensão e porque me explicam bem; obrigado, às minhas professoras de Kallpa pelo apoio e compreensão. Todas as minhas conquistas são graças à minha família que tem feito de mim uma pessoa responsável, madura e colaboradora.



Desde que me lembro, sempre estou fazendo diferentes atividades, como agora. Nas manhãs, eu estou no colégio; nas tardes, pratico natação, surf, teatro e piano. Sou bom em natação. Eu competi nas Olimpíadas Especiais e ganhei medalhas de ouro em diferentes estilos. Minha vida no colégio é espetacular. Os meus colegas me aceitam como eu sou. Chamam-me para jogar basquete no recreio, para conversar, para fazer grupos de estudo, para almoçar juntos, para ficar no mesmo quarto nas viagens de estudo.

Antes eu estive no GAMA e agora participo do MARCHA; que me tem ajudado a integrar-me com meus amigos e aproximar-me mais de Deus e de Marcelino Champagnat, a acreditar em sua palavra e a confiar mais em Deus. Nas aulas meus exames são diferentes dos de meus colegas, isso é muito bom pra mim; ajuda a preparar-me para ser melhor. Tenho muito sonhos que quero realizar. Terminar o colégio, graduar-me e entrar numa universidade para estudar gastronomia; também quero continuar a estudar música, natação e surf.



Convenção sobre os direitos das pessoas com necessidades especiais:

As pessoas com deficiência incluem aqueles que têm incapacidades duradouras físicas, mentais, intelectuais ou sensoriais que, em interação com várias barreiras, podem impedir a sua plena e efetiva participação na sociedade, em condições de igualdade com os outros. (CDPD, Artigo 1)



Salmo 22, 1-6: Necessitamos recriar Deus em nossa vida; purificar nossa imagem Nele.
O Senhor é meu pastor, nada me faltará.

Em verdes prados ele me faz repousar.

Conduz-me junto às águas refrescantes,

restaura as forças de minha alma.


Pelos caminhos retos ele me leva,

por amor de seu nome.

Ainda que eu atravesse o vale escuro,

nada temerei, pois estais comigo.

Vosso bordão e vosso báculo são o meu amparo.
Preparais para mim a mesa,

à vista de meus inimigos.

Derramais o perfume sobre minha cabeça,

e transborda minha taça.


A vossa bondade e misericórdia

hão de seguir-me por todos os dias de minha vida.

E habitarei na casa do Senhor por longos dias.
Intenção: Pedimos pelos centros escolares e extraescolares que acolhem pessoas com algum tipo de necessidade especial.
Oração de Jaime Cruz Juscamaita: Obrigado, Senhor, por tudo o que me tem dado, por abençoar-me e abençoar a minha família. Amém.
10 de dezembro

Segunda-feira da II semana do Advento

Dia Internacional dos direitos humanos (ONU)

1   2   3   4   5


La base de datos está protegida por derechos de autor ©bazica.org 2016
enviar mensaje

    Página principal